Lisboa, last weekend…

Depois de todo roteiro turístico cumprido, reservamos nosso ultimo final de semana para aproveitar a noite de Lisboa. Já tínhamos saído algumas vezes por aqui, mas nada como ter uma cia agradável para que tudo  vire uma grande festa, mesmo quando você decide ficar em casa bebendo umas cervejas na sala.

E assim foi a sexta-feira, SuperBook no refrigerador e uma boa macarronada na mesa, mas claro que uma passadinha pelo vizinho BairroAlto foi necessária para fechar a noite, algumas voltas pelas ruas sempre lotadas e entramos no bar-balada  Bedroom.

BairroAlto, sempre lotado !

 As noites do BairroAlto, por lei, só podem funcionar até as 4am, e o horário é cumprido a risca, foi o relógio dar 4am, as luzes se acenderam, o som parou e o staff “gentilmente” pediam para ir embora “Fechamos, passe, hora de embora…”

 Sair no fim de noite pelo BairroAlto é encontrar as ruas literalmente cobertas de copos plásticos + garrafas de vidro quebradas, a micareta acabou de passar e deixou uma tonelada de lixo para trás ! O habito de jogar o lixo no lixo não é comum aos freqüentadores do Bairro, mas o sistema de limpeza é eficiente, pois durante o dia as ruas são “limpas” (sem os copos e garrafas), mas o cheiro azedo de cerveja fermentando é geral, cheira ruim, disgusting! Além de varrer as ruas, deviam lavar todos os dias, ou melhor, devia ter mais lixeiras e as pessoas usa-las !

 No sábado, começamos a noite no Mercadinho que não estava nada animado, e decidimos  voltar a Bedroom no BairroAlto, afinal, na sexta foi animado e Adriana e Ana Paula não estavam presentes na noite anterior. Dessa vez para não ser “gentilmente” expulsos, saímos no limite 3:55am, destino ClubLUX,  mas como todo BairroAlto fecha as 4am, o movimento a procura de taxi é grande

 ClubLUX, o grande club de Lisboa, considerado um dos 3 melhores da Europa, tinha a sua tradicional fila na porta às 4am, a hora X de chegar ao LUX ! Mas mesmo com uma fila bem considerável, andou rápido, diferente de algumas casas no Brasil que demoram horas para entrar, pois existe todo o drama da hotess que toma conta das portas. Estes 30 minutos de fila com certeza se transformariam em 1:30  se tratando de algumas casas em São Paulo.

ClubLUX ! Fila às 4am

 O incrível é que de todos os lugares que fomos por aqui em nenhum pagamos para entrar, alguns apenas solicitavam consumação mínima, a máxima que pagamos foi de  12 Euros, muito diferente de várias casas no Brasil que cobram seus 30 ou 40 reais de entrada ou consumações na casa dos  R$ 80,00.

 Chega-se às 4am, claro que se sai no mínimo às 7am, isso porque agente foi embora, a pista e o som ainda estavam beeem animados, mas animados e com fome estávamos nós, chegamos em casa e fizemos literalmente um “pequeno-almoço” (como se chama o café-da-manhã em Portugal), nosso menu: um belo  arroz branco, salada de atum, tomate, cebola e feijão do frade. Tudo feito na hora, uma delícia! Larica, imagina…

Oceanário de Lisboa + Vasco (o mascote)

O domingo foi dia de todo mundo acordar tarde, ainda mais com uma dia cinza+frio+chuva, perfeito para dormir sem compromisso, bem, o único compromisso foi ir ao Oceanario de Lisboa,no Parque das Nações no fim da tarde, e ainda bem que fomos, o local é lindo-incrível-imperdível !

Oceanário de Lisboa - aquário principal

Vista geral - Parque das Nações - Expo98

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s